Marido de E.L. James Será Roteirista de Cinquenta Tons Mais Escuros

EL_James

Para quem não gostou da adaptação de Cinquenta Tons de Cinza, eis uma chance de curtir mais o segundo filme. O marido da autora E.L. James será um dos roteiristas de Cinquenta Tons Mais Escuros, sequência da história.

Contando com a vantagem de conhecer a escritora como ninguém, Niall Leonard substitui Kelly Marcel, dispensada do segundo filme. Mas, apesar do aparente nepotismo, vale dizer que Leonard possui uma carreira consolidada como roteirista de tevê, tendo passando por produções discretas, como Monarch of the Glen, Wire in the Blood e Wild at Heart.

Prometendo uma dinâmica diferente, a expectativa é que Cinquenta Tons Mais Escuros siga um caminho bastante diferente da estreia. Um novo diretor para a adaptação também deve ser anunciado em breve;

Millenium: 2 Livros Podem Virar Único Filme

Rooney_Mara

O que parecia cada vez mais distante finalmente pode ganhar uma nova chance no cinema. O final da trilogia Millenium deve se transformar em um único filme.

Adaptado em 2013, Os Homens Que Não Amavam as Mulheres não teve o retorno esperado na época, dificultando a produção de uma sequência. Agora, porém, como a série deve ganhar um quarto livro, o projeto teria sido reaceso. Contudo, a intenção agora seria juntar A Menina que Brincava com Fogo e A Rainha do Castelo de Ar num único longa.

Há alguns meses, Rooney Mara chegou a declarar que não acreditava mais que um novo filme sairia do papel, portanto, é cedo para saber se a atriz estaria interessada em reprisar sua Lisbeth na sequência.

10 Livros da Coleção Vaga-Lume Serão Lançados

Escaravelho_Diabo

Marcante da infância de todo leitor, a Coleção Vaga-Lume está pronta para conquistar uma nova geração. 10 livros da série serão relançados em comemoração aos 50 anos da editora Ática, responsável por seu sucesso.

Prestes a chegar ao cinema com as adaptações de O Escaravelho do Diabo, Um Cadáver Ouve Rádio, O Mistério do Cinco Estrelas e O Rapto do Garoto de Ouro, todas sem previsão de lançamento, a coleção promete conquistar o público mais uma vez. Com o aniversário da Ática marcado para o mês de agosto, 10 títulos vão chegar às livrarias em uma nova edição. Serão capas que brilham no escuro e novas ilustrações internas.

Confira quais títulos da coleção Vaga-Lume (que passou a ter uma nova grafia após a reforma ortográfica de 2009) estarão de volta em breve:

  • “A Aldeia Sagrada”
  • “Os Barcos de Papel”
  • “Tonico”
  • “O Feijão e o Sonho”
  • “Spharion”
  • “A Ilha Perdida”
  • “O Escaravelho do Diabo”
  • “A Turma da Rua Quinze”
  • “Deu a Louca no Tempo”
  • “Açúcar Amargo”

 

Instrumentos Mortais Vai Ganhar Série de TV

Instrumentos_Mortais

Apesar dos resultados decepcionantes no cinema, Os Instrumentos Mortais continuam conquistando o público, prometendo agora uma nova fase na televisão. Uma série inspirada nos livros de Cassandra Clare será produzida pela ABC Family, nos EUA.

Chamado Shadowhunters, o projeto foi confirmado na última segunda-feira, 30 de março, e ainda está à procura de um elenco. No cinema, a história foi estrelada por Lily Colins e Jamie Campbell, com um faturamento abaixo do esperado.

Sobrenatural,  a série vai acompanhar a jovem Clary Fray, que descobre ser uma humana-anjo ao completar 18 anos de idade. Com a missão de proteger o mundo das mais diversas ameaças, a protagonista deve combater demônios e outras criaturas ao lado de Jace, também um shadowhunter, e de seu amigo Simon.

Por enquanto, a série inspirada em Instrumentos Mortais ainda não tem previsão de estreia.

Doctor Who: Mortalha da Lamentação, de Tommy Donbavand

Mortalha_Lamentacao

A editora Suma de Letras, responsável por trazer para os fãs de Doctor Who os livros Shada e Quando Cai o Verão E Outras Histórias, trouxe agora em fevereiro seu terceiro livro dentro do universo de Doctor Who. A Mortalha da Lamentação é um livro que traz o 11º Doctor e a companion Clara, o livro está situado no período da sétima temporada.

A história se passa no dia seguinte ao assassinato de John F. Kennedy, ou seja, no dia 23 de Novembro de 1963 e se essa data lhe é famíliar, é por que esse é a exata data da transmissão do primeiro episódio de Doctor Who e isso não foi escolhido ao acaso. Mortalha da Lamentação faz parte da comemoração dos 50 anos de Doctor Who e devo dizer que Tommy Donbavand, autor do livro, fez um trabalho excelente. Digo mais, o livro é uma celebração muito melhor do que o episódio especial de 50 anos. No livro, não vemos apenas a presença dos favoritos de alguns fãs, mas percorremos em 172 páginas alguns dos momentos mais marcantes e icônicos dos 50 anos da série.

Depois da morte do presidente americano varias pessoas começam o rosto de entes queridos surgindo em manchas, gotas de chuvas, na nevoa densa ou qualquer coisa que possa gerar um padrão. Isso são as mortalhas, uma raça alienígena que está invadindo a Terra e caberá ao Doctor descobrir como enfrentá-las.

São diversas referências em formas de easter eggs ao longo do livro e tudo culmina num momento final onde o Doctor acaba por lembrar de seus momentos mais tristes. Não vou revelar como e por quê para não dar spoiler grandes demais, mas revivemos desde a despedida de Susan, sua neta e primeira companion,  até a recente saída dos Pond, terminando em uma cena inédita que mexe com qualquer fã da série.

Esse livro foi, sem dúvida alguma, o trabalho de um verdadeiro whovian para os demais. Donbavand conseguiu compreender perfeitamente tanto o 11º Doctor quanto a Clara e os retratou de forma perfeita me fazendo relembrar o que eu amava na relação dos dois, algo que se perdeu na oitava temporada da série, não por culpa de Capaldi ou Coleman, mas por falta um roteiro com a mesma qualidade desse livro.

É um livro fantástico que poderia ser fácil um episódio da série e mesmo assim quem não conhece o seriado tem condições de ler, entender e se divertir com sua leitura rápida e é uma excelente porta de entrada para o universo da série.

A Suma de Letras está reconhecendo o mercado que existe entre os fãs da série britânica e as suas publicações ligadas a Doctor Who não acabaram. Ainda esse ano sairão mais dois livros, em maio teremos a publicação de O Prisioneiro dos Daleks, historia que trará o decimo doutor e Martha Jones e, para o segundo semestre, teremos Cidade da Morte, outra historia escrita por Douglas Adam que é protagonizada pelo quarto doutor e por Romana II.

Escrito por Camila Cerdeira, do Ganhos e Perdas